Avaliação de ruído urbano durante a pandemia de COVID-19: um estudo de caso no centro de São Paulo/SP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55753/aev.v36e53.9

Palavras-chave:

COVID-19, pandemia, acústica urbana, avaliação sonora, poluição sonora

Resumo

Diante do contexto da pandemia de COVID-19 e da necessidade de se conhecer as condições de ruído em grandes centros urbanos, visto que o mesmo já é considerado um problema de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde, a presente pesquisa foi motivada pela possibilidade de registrar e analisar tais condições na cidade de São Paulo durante a pandemia (abril de 2020). Dessa forma, o trabalho consistiu em investigar se as medidas de distanciamento social impostas pelo governo do estado influenciaram na poluição sonora urbana. A área central da cidade de São Paulo, numa microescala de espaço urbano, foi escolhida como local de estudo devido à disponibilidade de medições realizadas anteriormente à pandemia. Durante o início do período de isolamento social foram realizadas novas medições nos mesmos locais. Os indicadores acústicos arbitrados foram: os níveis de pressão sonora em bandas de oitava, os níveis de pressão sonora contínuos equivalentes ponderados em A, LAeq, e os níveis estatísticos de pressão sonora, LA10 e LA90. Por fim, foram analisadas e comparadas as condições de ruído urbano antes e durante a pandemia, com o intuito de verificar as mudanças entre os dois cenários. Os resultados mostram uma redução nos valores medidos, confirmando a hipótese de que as medidas adotadas de restrição social impactaram na paisagem sonora urbana. Espera-se, com tais resultados, estimular tanto as discussões a respeito do impacto do ruído urbano na saúde, quanto sua gestão, controle e prevenção por meio de iniciativas públicas.

Referências

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Coronavirus disease (COVID-19) pandemic. Disponível em: https://www.who.int/emergen cies/diseases/novel-coronavirus-2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coronavírus. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus.

SÃO PAULO (Estado). Decreto Nº 64.881, de 22/03/2020. Decreta quarentena no Estado de São Paulo, no contexto da pandemia do COVID-19, e dá providências complementares, São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legisl acao/decreto/2020/decreto-64881-22.03.2020. html.

THE EARTH OBSERVATORY. Airborne Nitrogen Dioxide Plummets Over China, 2020. Disponível em: https://earthobservatory.nasa. gov/images/146362/airborne-nitrogen-dioxide -plummets-over-china.

DUTHEIL, F.; BAKER, J. S.; NAVEL, V., COVID-19 as a factor influencing air pollution? Environ. pollut., v. 263, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.envpol.2020.114466

ZAMBRANO-MONSERRATE, M. A.; RUANO, M. A., SANCHEZ-ALCALDE L. Indirect effects of COVID-19 on the environment. Science of The Total Environment, v. 728, 2020. ISSN 0048-9697. DOI: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2020.138813

AJUNTAMENT DE BARCELONA. Informe COVID-19 de alteración de los niveles sonoros. 2020. Disponível em: https://ajuntam ent.barcelona.cat/ecologiaurbana/es/servicios/la-ciudad-funciona/mantenimiento-del-espacio -publico/gestion-energetica-de-la-ciudad/servi cio-de-control-acustico/informe-covid-19.

ALETTA, F.; OBERMAN, T.; MITCHELL, A.; TONG, H.; KANG, J. Assessing the changing urban sound environment during the COVID-19 lockdown period using short-term acoustic measurements. Noise Mapping, v. 7, n. 1, p. 123–134, 2020. DOI: https://doi.org/10.1515/noise-2020-0011

CNNBRASIL. SP: Reclamações entre vizinhos crescem 300% em condomínios durante a quarentena, 2020. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/08/31/sp-reclamacoes-entre-vizinhos-crescem-300-em-condominios-durante-a-quarentena.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Guidelines for Community Noise. 1999. Disponível em: http://whqlibdoc.who.int/hq/ 1999/a68672.pdf.

BASNER, M.; BABISCH, W.; DAVIS, A.; BRINK, M.; CLARK, C.; JANSSEN, S.; STANSFELD, S. Auditory and non-auditory effects of noise on health. The Lancet; v. 383, p. 1325–1332, 2014. DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(13)61613-X

BABISCH W. Cardiovascular effects of noise. Noise & Health; v. 13, n. 52, p. 201–204, 2011. Disponível em: https://www.noiseand health.org/text.asp?2011/13/52/201/80148. DOI: https://doi.org/10.4103/1463-1741.80148

FERNANDES, R. A.; VIDOR, D. C. G. M.; OLIVEIRA, A. A. The effect of noise on attention and performance in reading and writing tasks. CoDAS; v. 31, n. 4, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2317-1782/20182017241. DOI: https://doi.org/10.1590/2317-1782/20182017241

NASSIRI, P.; MONAZAM, M.; FOULADI DEHAGHI, B.; IBRAHIMI GHAVAM ABADI, L.; ZAKERIAN S. A.; AZAM, K. The effect of noise on human performance: a clinical trial. Int J Occup Environ Med; v. 4, n. 2, p. 87-95, 2013.

JENSEN, H. A. R.; RASMUSSEN, B.; EKHOLM, O. Neighbour and traffic noise annoyance: a nationwide study of associated mental health and perceived stress. European Journal of Public Health; v. 28, n. 6, p. 1050–1055, 2018. DOI: https://doi.org/10.1093/eurpub/cky091

BROCOLINI, L.; PARIZET, E.; CHEVRET. Effect of masking noise on cognitive performance and annoyance in open plan offices. Applied Acoustics, v. 114, p. 4–55, 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.apacoust.2016.07.012

MICHALSKI, R. L. X. N.; CAPARROZ, G. M. Avaliação sonora de espaços urbanos na área central de São Paulo: o caso da Avenida Ipiranga. Acústica e Vibrações, Sociedade Brasileira de Acústica, v. 35, n. 51, p. 13–32, 2019. ISSN 1983-442X. DOI: https://doi.org/10.55753/aev.v34e51.78

UNIÃO EUROPEIA. Diretiva 2002/49/CE do Parlamento e do Conselho Europeu, relativa à avaliação e gestão do ruído ambiente. Jornal Oficial, n. 45, I. 189, p. 12-26, 2002.

MUNOZ, P.; VINCENT, B.; DOMERGUE, C.; GISSINGER, V.; GUILLOT, S.; HALBWACHS, Y.; JANILLON, V. Lockdown during COVID-19 pandemic: impact on road traffic noise and on the perception of sound environment in France. Noise Mapping, v. 7, n. 1, p. 287–302, 2020. DOI: https://doi.org/10.1515/noise-2020-0024

ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). ABNT NBR 10151, Acústica – Medição e avaliação de níveis de pressão sonora em áreas habitadas – Aplicação de uso geral. Rio de Janeiro, 2019.

BRASIL. CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). Resolução Nº 1, de 08/03/90: Emissão de ruídos. Brasília, 1990.

BRASIL. CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). Resolução Nº 2, de 08/03/90: Programa Nacional de Educação e Controle da Poluição Sonora – Silêncio. Brasília, 1990.

BISTAFA, S. R. Acústica aplicada ao controle do ruído. São Paulo: Blucher, 2006. ISBN 9788521212836.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Cidades e Estados, 2020. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cida des-e-estados/sp/sao-paulo.html.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Biblioteca, 2020. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=447237.

ESTADÃO. Quantas pessoas moram na Av. Paulista?, 2014. Disponível em: https://sao-paulo.estadao.com.br/blogs/edison-veiga/quantas-pessoas-moram-na-av-paulista/.

SÃO PAULO (Estado). Adesão ao isolamento social em SP. SIMI - Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo. Disponível em: https://www.saopaulo.sp.gov. br/coronavirus/isolamento/.

EXAME, Isolamento em SP cai para 47%. Ideal seria 70%, diz governo do estado. Abril de 2020. Disponível em: https://exame.com/ brasil/isolamento-em-sp-cai-para-47-ideal-seri a-70-diz-governo-do-estado/

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Occupational exposure to noise evaluation, prevention and control. 2001. Disponível em: https://www.who.int/occupational_health/publications/noise1.pdf.

Capa - Avaliação de ruído urbano durante a pandemia de COVID-19: um estudo de caso no centro de São Paulo/SP

Downloads

Publicado

28/dez/2021

Como Citar

MICHALSKI, R. L. X. N.; SHIMOMURA, A. R. P. .; MÜLFARTH, R. C. K. . Avaliação de ruído urbano durante a pandemia de COVID-19: um estudo de caso no centro de São Paulo/SP. Acústica e Vibrações, [S. l.], v. 36, n. 53, p. 37–48, 2021. DOI: 10.55753/aev.v36e53.9. Disponível em: https://revista.acustica.org.br/acustica/article/view/aev53_covid. Acesso em: 14 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)