Controle de Ruído em Transportes Metropolitanos

Autores

  • Ricardo Humberto de Oliveira Filho Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG
  • Pedro Pio Rosa Nishida Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG
  • Paulo Balduino Flabes Neto Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG
  • Marcus Antônio Viana Duarte Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG

DOI:

https://doi.org/10.55753/aev.v28e45.146

Palavras-chave:

Transportes Metropolitanos, Acústica, Impacto Ambiental

Resumo

O controle de ruído gerado pelo tráfego é de suma importância para a preservação da saúde da população, já que a exposição a elevados níveis de ruído pode causar perda auditiva, hipertensão e ainda problemas cardíacos. Este trabalho trata especialmente do ruído gerado por metrôs e aborda uma forma de controle. A fim de analisar o resultado final dos tratamentos acústicos que foram propostos – instalação de barreiras acústicas – foi utilizado um programa computacional desenvolvido e validado pelo Laboratório de Acústica e Vibrações – LAV – da Faculdade de Engenharia Mecânica – FEMEC – da Universidade Federal de Uberlândia – UFU – para a simulação dos Níveis de Pressão Sonora (NPS) nas proximidades do metrô, sendo o seu impacto analisado pelas recomendações contidas no documento FTA-VA-90-103-06:2006 [1]. Para o tratamento acústico na linha do metrô simulada, foi estabelecida a necessidade de barreiras que fornecessem uma atenuação mínima de 35 dB(A). Áreas de impacto foram definidas para a análise da eficácia do projeto. Para possibilitar a simulação, um modelo tridimensional da área foi criado e em seguida, identificado os Níveis de Potência Sonora (NWS) da fonte (metrô propriamente dito) e as propriedades acústicas dos materiais das barreiras. Realizadas as simulações de campo acústico, foi comprovado que a situação final gerará, no máximo, um impacto de nível moderado nas áreas preestabelecidas.

Referências

FTA-VA-90-103-06:2006: Transit Noise and Vibration Impact Assessment, Federal Transit Administration, Department of transportation – United States of America.

ABNT NBR 10151:2000: Acústica - Avaliação do ruído em áreas habitadas, visando o conforto da comunidade – Procedimento.

ABNT NBR 10152:1987: Níveis de ruído para conforto acústico.

Oliveira Filho, R. H.: Uma metodologia para a avaliação virtual da dose de exposição ao ruído no ambiente de trabalho. 2011. 166 p. Tese de Doutorado - Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.

IMA6TR-05110-AEATUK01 (10/01/2005) : Measured railway noise source data in the public domain or via the Imagine Project, AEA Technology Rail.

Primeira página do artigo "Controle de Ruído em Transportes Metropolitanos"

Downloads

Publicado

01/dez/2013

Como Citar

OLIVEIRA FILHO, R. H. de; NISHIDA, P. P. R.; FLABES NETO, P. B.; DUARTE, M. A. V. Controle de Ruído em Transportes Metropolitanos. Acústica e Vibrações, [S. l.], v. 28, n. 45, p. 9–12, 2013. DOI: 10.55753/aev.v28e45.146. Disponível em: https://revista.acustica.org.br/acustica/article/view/aev45_metropolitano. Acesso em: 14 jul. 2024.